A Vida de um Produtor de Moda – O DIA DA FOTO

producao de moda
O dia da foto é basicamente uma continuação da pré-produção. Depois da edição dos looks que foram produzidos para as fotos, o papel do produtor de moda é empacotar, arrumar, fechar, lacrar, todas as roupas que foram escolhidas para fotografar, e claro, ter atenção com alguns outros detalhes que não podem faltar no dia da foto.

Os itens fundamentais para um dia de foto são por exemplo: meias-calça, calcinhas no tom da pele, sutiãs na mesma cor, band-aids, se por um acaso, na foto não ter uma camareira (o termo camareira, conhecido para funcionárias de hotéis, não tem nada a ver com o usado no mundo da moda. Entenda-se que a camareira é quase um produtor de moda e o papel dela é passar todas as roupas, preparar a sequência, ajustar roupas no corpo da modelo e ajudar a vestir, sempre com a supervisão do produtor de moda) a sua lista pode aumentar. Se você não ter uma camareira por perto, a sua mala de produção deve conter alfinetes de segurança, linhas de todas as cores, agulhas, rolinho de tirar sujeira em roupa, ferro de passar, steamer (ferro a vapor), presilhas para prender a roupa no corpo da modelo para criar uma silhueta bonita na hora da foto.

O local pode variar de acordo com a estética do editorial de moda. A sua foto pode ser num estúdio, que é o mais usado e mais fácil para manter as roupas sob o seu controle ou pode ser numa locação externa (praia, campo, casa de algum personagem, campo de golfe, pedreira, aeroporto) que torna o seu trabalho ainda mais essencial, porque nada pode sair do lugar, nenhuma peça pode sujar, nenhum sapato pode ficar marcado (ele foi emprestado), nenhum acessório pode ser riscado, logo, seja organizado.

Depois de criado o QG onde as roupas vão ser postas em araras (importante ter sempre um tecido de veludo para forrar as araras e não sujar a barra dos vestidos de festa), com os sapatos escolhidos debaixo de cada look e com os acessórios de cada roupa (trabalhei com stylists que queriam todos os acessórios numa mesa e outros que punham o que era de cada look em um saquinho pendurado na arara). Eu aprendi com um chefe a colocar todas as peças em cabides da mesma cor na arara, para ficar bonito para o making-off que estejam fazendo na hora das fotos (dica boa!).

Depois de passadas, organizadas, é a hora de começar as fotos (no momento que você organiza tudo isso, a equipe das fotos se prepara junto – o assistente de fotografia monta o cenário, o maquiador faz a beleza na modelo e o stylist define últimos retoques com a equipe da revista|marca). Na hora das fotos, o produtor deve estar sempre a frente do seu chefe para arrumar, deixar a roupa pronta, vestida e posicionada para troca, e com a camareira, ajustar a peça no corpo da modelo, arrumar barra, posicionar bolsas e acessórios na foto e limpar o sapato para deixar impecável a foto. Eu tinha um chefe que me dizia que quanto mais arrumada você deixar a roupa, sem amassos e sujeira, é mais fácil na hora do tratamento de imagem.

Um dos trabalhos mais essenciais do produtor de moda no dia da foto também é anotar os créditos das peças para depois organizar uma lista dos looks fotografados para mandar para a revista ou marca posicionar no canto esquerdo de cada foto, que vemos nas revistas. Eu sempre anoto da seguinte forma:

Blusa em cetim com amarração, Sonia Rykiel, R$ XXXXXXXX

A anotação é feita com o tipo de tecido da roupa e se tem algum detalhe|bordado|amarração, depois vem a marca da roupa, que pode ser da própria loja ou se é vendida a marca em outra loja, o crédito vale para a segunda:

Blusa em cetim com amarração, Sonia Rykiel na NK Store, R$ XXXXXXXXXX

Não precisa colocar a cor da peça, por que fica um pouco óbvio para o leitor identificar, sem precisar notificar a tonalidade da mesma. Por último, vai o preço correto da roupa, que deve ser conferido com o assessor, RP, marketing, estilista da marca que você lá no começo pegou emprestada.

Depois da última peça fotografada, anotada nos créditos, finalizada na foto, chega a hora de empacotar as peças para levar de volta para o escritório. O importante é embalar o que é mais fácil de levar (peças em jeans, algodão) nas malas e as peças mais delicadas em capas das marcas emprestadas. Os sapatos e acessórios, devem ir em malas menores e separados, é claro.

Espero que tenham gostado desse capítulo da vida de um produtor de moda. Para acessar desde o começo, clique aqui

Peles…


Muito ainda se fala sobre o uso indevido de peles…O P.E.T.A que significa “People for the Ethical Treatment of Animals”, ou seja, “Pessoas pelo Tratamento Ético dos Animais”, está sempre na cola das principais editoras de moda que insistem em usar vison, pele de carneiro, phyton, raposa e outros.

Não vou ser hipócrita, realmente são lindos os casacos, botas e saias que são feitas com a pele de bichos verdadeiros, mas só em pensar nos cativeiros que são criados para deixar a “pele” desses bichinhos perfeitas, o sofrimento e toda a causa contra o meio ambiente, a extinção, perco todo o tesão em usar peles. Há alguns anos, muitos estilistas levaram as passarelas a pele “fake”, ou na lingua portuguesa, falsa.

Acho a melhor medida para adotar o estilo das peles e não agredir o mundo. Eu dei uma olhadinha nos blogs de streetstyle e vi quantas combinações você pode fazer com um colete de pele com fibra sintética.

Ontem, fui na loja de acessórios Minina Di Minas, e a estilista da marca me mostrou uma peça que é super versátil. É assim: a designer construiu uma peça retangular aberta com lã importada e me ensinou muitos jeitos de usar, pode colocar como colete, top, cachecol e até saia…imagine ter uma peça que não vai cansar o seu styling? lindo né!

Modeletes…vejam as fotos e se inspirem na pele “fake”…

Editorial da Elle Brasil com Raquel Zimmermann – colete de pele com calça de couro

                            Olha que linda a combinação de floral liberty com o casaco de pele fake? Para usar já!

 

 


A Huis Clos desenvolveu peles fake também! O inverno 2011 será da pele…
 
 

A modelo está com um casaco que a pele está para o lado de dentro do casaco…conforme dobra o casaco, ele aparece! Lindooo!

 

Adoro a montagem de texturas: Jeans com pele…couro com seda…organza com jeans e assim vai! Esse casaco é o meu desejo e tenho certeza que encontro em Brechós…

 

A Lanvin para H&M desenvolveu esse casaco incrível…me lembra Anna Dello Russo!
foto do blog segredinhosdadri