Coleção Corais – Martha Medeiros

Como alguns sabem, trabalho como Coordenador de moda na marca Martha Medeiros e lançamos a coleção Resort inspirada em Corais e azulejos.

A inspiração veio da costa Amalfitana e nas vestimentas dos melhores resorts do mundo. Fizemos um super lançamento e um desfile para imprensa e convidados. Abaixo, segue um clique dos looks editados para o desfile. Veja mais no meu snapchat @eduseemann

Sem título

A Vida de um Produtor de Moda: A DEVOLUÇÃO

woman-in-her-closet_POSD.jpg

Depois de todas as fotos, dos créditos anotados e bem guardados, você, produtor de moda, deve arrumar todas as peças na hora que acaba a foto, de uma forma que facilite o seu trabalho quando for abrir as malas para organizar a sua devolução.

No dia depois das fotos, com certeza, você terá vários assessores de imprensa, RP’S e o pessoal do marketing das marcas atrás de você pedindo as peças que foram cedidas para as suas fotos. Para tanto, você precisa organizar tudo de uma forma, que fique fácil de arrumar e devolver rápido no dia depois da foto.

Eu sempre me organizei para chegar 1 hora antes do meu horário, para abrir todas as malas e montar as roupas nas araras para facilitar o empacotamento das roupas, SEMPRE!  Para quem está lendo esse texto, deve estar pensando que é fácil arrumar as devoluções, por que só precisa separar por marca, NEGATIVO! As assessorias de imprensa detêm várias marcas em seu poder, logo, você precisa identificar o que foi pego em lojas, o que foi produzido nas assessorias (várias marcas) e as peças de acervo que foram para as suas fotos. Vou dar um exemplo: Você pode ter ido na assessoria X e ter produzido um vestido lindo Lanvin, ter ido na própria Lanvin e ter produzido 10 peças de roupa e possivelmente ter produzido em alguma loja multimarcas um par de sapatos da mesma label francesa, ou seja, guarde todos os romaneios (notas que descrevem exatamente as peças que você retirou) e se organize para não devolver nada errado.

Primeiro abra todas as malas, retire todas as roupas e coloque-as em araras e começa a se organizar primeiro pelas lojas. Separe as peças em pilhas e depois comece as assessorias (primeiro as peças de roupa) e por fim as lojas multimarcas. Deixe sempre por último, acessórios, joias e sapatos. Uma dica: Quer se dar bem com as lojas e assessorias? Embale tudo em papel de seda, que eles sempre vão te amar! Depois, coloque as peças nas suas respectivas sacolas e faça um roteiro esperto para não deixar o seu motorista louco. No primeiro post dessa saga de produção de moda, falei que o motorista sempre vai ser seu amigo, quando você for amigo ,ou seja, você não perde muito tempo nas lojas (é só devolver) e a devolução sempre acaba em 1 dia.

Eu confesso que não sou muito organizado, mais sempre segui muito esse roteiro e sempre me dei bem. Já fiz trocas em lojas e também devolvi peças erradas (NÃO SOU PERFEITO!) e já perdi algumas coisas, ou seja, nesse caso, seja muito rápido e tente resolver esses pequenos problemas da melhor forma para as duas partes. Se por um acaso, você devolveu errado, pegue os seus romaneios e gentilmente, ligue para todos os lugares que você produziu, que certamente vai achar. Já no caso de quebra ou dano em alguma peça, converse seriamente com o seu chefe|stylist e veja com o gerente da loja ou assessor, se não podem fazer alguma parceria (nas próximas fotos você fotografa uma peça da marca prejudicada em destaque) ou em ultimo caso, pagar a peça em 200 vezes no cartão de crédito.

Contudo, a devolução é uma das partes mais chatas da produção de moda, mais com o passar do tempo, você começa a fazer no automático. Fique atento as dicas que você vai se dar bem!!!!!! ❤

 

A Vida de um Produtor de Moda – O DIA DA FOTO

producao de moda
O dia da foto é basicamente uma continuação da pré-produção. Depois da edição dos looks que foram produzidos para as fotos, o papel do produtor de moda é empacotar, arrumar, fechar, lacrar, todas as roupas que foram escolhidas para fotografar, e claro, ter atenção com alguns outros detalhes que não podem faltar no dia da foto.

Os itens fundamentais para um dia de foto são por exemplo: meias-calça, calcinhas no tom da pele, sutiãs na mesma cor, band-aids, se por um acaso, na foto não ter uma camareira (o termo camareira, conhecido para funcionárias de hotéis, não tem nada a ver com o usado no mundo da moda. Entenda-se que a camareira é quase um produtor de moda e o papel dela é passar todas as roupas, preparar a sequência, ajustar roupas no corpo da modelo e ajudar a vestir, sempre com a supervisão do produtor de moda) a sua lista pode aumentar. Se você não ter uma camareira por perto, a sua mala de produção deve conter alfinetes de segurança, linhas de todas as cores, agulhas, rolinho de tirar sujeira em roupa, ferro de passar, steamer (ferro a vapor), presilhas para prender a roupa no corpo da modelo para criar uma silhueta bonita na hora da foto.

O local pode variar de acordo com a estética do editorial de moda. A sua foto pode ser num estúdio, que é o mais usado e mais fácil para manter as roupas sob o seu controle ou pode ser numa locação externa (praia, campo, casa de algum personagem, campo de golfe, pedreira, aeroporto) que torna o seu trabalho ainda mais essencial, porque nada pode sair do lugar, nenhuma peça pode sujar, nenhum sapato pode ficar marcado (ele foi emprestado), nenhum acessório pode ser riscado, logo, seja organizado.

Depois de criado o QG onde as roupas vão ser postas em araras (importante ter sempre um tecido de veludo para forrar as araras e não sujar a barra dos vestidos de festa), com os sapatos escolhidos debaixo de cada look e com os acessórios de cada roupa (trabalhei com stylists que queriam todos os acessórios numa mesa e outros que punham o que era de cada look em um saquinho pendurado na arara). Eu aprendi com um chefe a colocar todas as peças em cabides da mesma cor na arara, para ficar bonito para o making-off que estejam fazendo na hora das fotos (dica boa!).

Depois de passadas, organizadas, é a hora de começar as fotos (no momento que você organiza tudo isso, a equipe das fotos se prepara junto – o assistente de fotografia monta o cenário, o maquiador faz a beleza na modelo e o stylist define últimos retoques com a equipe da revista|marca). Na hora das fotos, o produtor deve estar sempre a frente do seu chefe para arrumar, deixar a roupa pronta, vestida e posicionada para troca, e com a camareira, ajustar a peça no corpo da modelo, arrumar barra, posicionar bolsas e acessórios na foto e limpar o sapato para deixar impecável a foto. Eu tinha um chefe que me dizia que quanto mais arrumada você deixar a roupa, sem amassos e sujeira, é mais fácil na hora do tratamento de imagem.

Um dos trabalhos mais essenciais do produtor de moda no dia da foto também é anotar os créditos das peças para depois organizar uma lista dos looks fotografados para mandar para a revista ou marca posicionar no canto esquerdo de cada foto, que vemos nas revistas. Eu sempre anoto da seguinte forma:

Blusa em cetim com amarração, Sonia Rykiel, R$ XXXXXXXX

A anotação é feita com o tipo de tecido da roupa e se tem algum detalhe|bordado|amarração, depois vem a marca da roupa, que pode ser da própria loja ou se é vendida a marca em outra loja, o crédito vale para a segunda:

Blusa em cetim com amarração, Sonia Rykiel na NK Store, R$ XXXXXXXXXX

Não precisa colocar a cor da peça, por que fica um pouco óbvio para o leitor identificar, sem precisar notificar a tonalidade da mesma. Por último, vai o preço correto da roupa, que deve ser conferido com o assessor, RP, marketing, estilista da marca que você lá no começo pegou emprestada.

Depois da última peça fotografada, anotada nos créditos, finalizada na foto, chega a hora de empacotar as peças para levar de volta para o escritório. O importante é embalar o que é mais fácil de levar (peças em jeans, algodão) nas malas e as peças mais delicadas em capas das marcas emprestadas. Os sapatos e acessórios, devem ir em malas menores e separados, é claro.

Espero que tenham gostado desse capítulo da vida de um produtor de moda. Para acessar desde o começo, clique aqui